07 novembro 2006

Laços apertados

Álvaro Bueno

Viabilizar parcerias de trabalho é um dos objetivos da SBPJor e do Fórum Nacional dos Professores de Jornalismo (FNPJ). A avaliação é do presidente do FNPJ, Gerson Martins, que salienta existir uma cooperação entre a federação, a associação e também a Federação Nacional de Jornalismo (Fenaj). As ações promovidas por uma das instituições são sempre apoiada pelas demais, como a atualização da tabela do CNPq proposta pela SBPJor, a reforma universitária - iniciativa do FNPJ - e a discussão para a manutenção da obrigatoriedade do diploma promovida pela Fenaj e FNPJ.

Martins destaca que a realização do evento promovido pela SBPJor tem um papel importante para essas entidades. Ele afirma que é por meio da pesquisa que os professores desenvolvem o trabalho de campo.

- A graduação deve propor novas formas de fazer jornalismo e isso só se realiza por meio da pesquisa. É fundamental que o ensino se renove.

_____________________foto: Leandro de Oliveira
Gerson Martins

O dirigente conta que a preocupação atual da entidade é com a realização das avaliações dos cursos, através do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e a avaliação in loco. O Fórum de Professores deverá apresentar uma proposta autônoma – uma espécie de "selo FNPJ" - na qual os cursos que desejarem poderão ser avaliados através da entidade. Para isso, Gerson Martins propõe que uma comissão especializada fará uma avaliação independente à do Governo Federal, com critérios mais qualificados.

A FNPJ conta hoje com cerca de 300 associados, com mais de 500 pessoas ligadas à federação. Em abril do próximo ano irá realizar a décima edição do Encontro Nacional de Professores de Jornalismo, em Goiânia. O evento terá como tema de debate os 60 anos de ensino de jornalismo no Brasil.